Como tornar indicadores de competitividade uma realidade na sua operação

Uma arquibancada e, em frente a ela, há uma pista de corrida com obstáculos, simbolizando os indicadores de competitividade.

Crescer e atingir os resultados planejados é o mundo ideal que almejam viver todos os negócios, certo?! Mas, para chegar cada vez mais perto dos objetivos, medir a competitividade é essencial, observando a vantagem que obtém sobre os concorrentes.

Fazer com que seu empreendimento se destaque além dos outros pode não ser uma tarefa tão fácil, considerando que há uma diversidade de empresas dentro do seu nicho, mas há indicadores de competitividade que podem te auxiliar, e muito, nisso.

Eles colaboram com a melhoria de processos, pois demonstram quando há resultados abaixo do esperado, tornando possível atuar pontualmente onde existe a necessidade de melhorias, possibilitando o crescimento.

Várias métricas já são conhecidas de longa data por quem acompanha nossas publicações – aproveito para deixar alguns outros posts relacionados com a temática, olha só quais são eles:

A imagem contém 6 símbolos, sendo o de uma lâmpada, uma impressora, um funil, uma caixa de diálogo e gráficos, representando as métricas inseridas no post.

Aquário com dois peixes dentro.

Com a intenção de apoiar você a obter avanços dentro do seu mercado, trouxemos um artigo que irá demonstrar alguns indicadores para você se inspirar a tornar realidade dentro do seu outsourcing de impressão.

Compreendendo o que são indicadores de competitividade

Uma gestão que procura garantir os melhores resultados para a empresa necessita focar em sua performance, e o indicador de competitividade atua nesta parte, identificando se a vantagem competitiva almejada está sendo atingida. 

Portanto, fazer o uso de Key Performance Indicators ou KPIs (indicador-chave de desempenho) de competitividade faz com que o negócio permaneça sempre a par dos concorrentes que enfrenta na sua área de atuação.

Ao estabelece-los a empresa estará alinhando seus procedimentos, a fim de que se torne autoridade no mercado que está inserida e se destacando nele.

E aqui estão 04 indicadores que deixarão você um passo à frente:

É preciso determinar indicadores que sejam diretos, possíveis de se mensurar, verificar periodicamente e, também, alinhados com as intenções que gostaria de chegar. Seus dados precisam trabalhar em favor dos seus resultados.

Então, definir quais são úteis para a sua operação é o primeiro passo a fim de alinhar estratégias e compreender quais atitudes tomar para aumentar a sua competitividade. Conheça agora 04 deles:

  • Market share 

Esse indicador refere-se à participação do negócio no mercado em que está inserido, e sua relevância diante dos competidores. Portanto, precisa-se verificar dentro do nicho outsourcing de impressão, a fração de vendas que é controlada pela sua empresa, em comparação às demais atuantes neste ramo.

Esses números podem variar de acordo com o tempo em que são analisados e, se positivos, demonstram que a empresa está atingindo êxito em sua atividade, resultando em lucro.

Já quando estão em baixa, trazem um alerta sobre baixa competitividade, já que concorrentes estão se sobrepondo, e atitudes como aumento de investimentos, revisão de preços, mais tecnologia, devem ser tomadas a fim de trazer melhoria no desempenho.

De maneira geral, a fórmula para calcular o market share é a seguinte:

Receita de vendas da empresa em determinado período / Resultado total das vendas do mercado no período 

Uma boa alternativa para colocar em prática é manter o foco no share da região onde sua operação está situada, ao invés de todo o mercado possível para outsourcing, já que é muito vasto.

O seu nicho de especialização é outra questão que pode ser levada em conta. Sendo que, se o seu negócio possui especialidade em outsourcing que atende a clínicas de diagnóstico médico por imagem, por exemplo, os seus concorrentes diretos para comparar são empresas dessa mesma atuação.

  • Retenção de talentos 

Ter um time comprometido faz com que a empresa avance e se destaque diante a todo e qualquer concorrente. E, para que isso aconteça, manter os talentos que você já possui, com baixas taxas de turnover, é fundamental para a conquista de equipes sólidas.

A taxa de turnover geral pode ser calculado desta maneira:

(Número de admissões + Número de desligamentos) / 2 / Número total de colaboradores

Muitos benefícios estão atrelados a retenção de talentos, e eles estão ligados com a produtividade, redução de custos, tomada de decisões qualificadas em razão do alinhamento, e um bom clima organizacional.

Por isso, é importante verificar quais as razões que levam os talentos a procurarem oportunidades em outras empresas, compreendendo como melhorar o engajamento, e mantendo uma baixa taxa de rotatividade de colaboradores.

Dentro do seu outsourcing, é importante olhar com atenção para os profissionais da área técnica, pois eles são, a princípio, sua principal mão-de-obra, já que é a partir deles que ocorrem as manutenções dos parques de impressoras.

  • Satisfação do cliente 

Identificar e medir se as expectativas criadas pelo cliente com a prestação do serviço estão sendo atendidas faz com que a relação se torne duradoura. Uma boa experiência e suporte fazem o negócio ir mais longe.

Quando um cliente está satisfeito, além de voltar a fazer negócio com você e não procurar algum concorrente, ele ainda pode vir a indicar seu serviço para outras pessoas, e assim o lucro cresce cada vez mais.

O NPS (Net Promoter Score) é o método mais utilizado para fazer essa mensuração, e sua coleta geralmente é feita por meio de pesquisa de satisfação, que pode ser realizada por telefone, email, formulário eletrônico ou até mesmo impressa. 

Essa pesquisa pode ser solicitada em diversas oportunidades, como após a contratação do serviço, ou ainda em seguida a cada atendimento que venha a ser realizado após abertura de chamado pelo cliente.

Seu cálculo é simples, bastando realizar da seguinte maneira:

% de Promotores – % de Detratores

Números estes que são obtidos por meio da nota dada pelo cliente em sua pesquisa, em uma escala de 0 a 10, e são classificados nos três seguintes grupos:

👉 Promotores: notas de 9 a 10, neutros: notas de 7 e 8 e detratores: notas de 0 a 6.

Para saber se os números obtidos estão satisfatórios, basta analisar a partir da seguinte escala:

👉 NPs entre 75 e 100: excelente, NPS entre 50 e 74: muito bom, NPs entre 0 e 49: razoável e NPS entre -100 e -1: ruim.

Esse relacionamento é uma pauta que deve sempre permanecer em seu radar. Aqui no blog, trazemos conteúdos constantes falando sobre essa temática para você ampliar seus conhecimentos. Desde novos insights sobre atendimento ao cliente, até a demonstração de estratégias, como Customer Centricity.

  • Produtividade 

A produtividade pode ser observada quando realizada comparação entre o serviço que foi gerado e os recursos que foram utilizados para chegar no resultado obtido.

Ou seja, ele torna possível mensurar se os investimentos realizados pela organização estão sendo eficazes e de acordo com suas estratégias e objetivos, proporcionando a descoberta de oportunidades ou falhas.

A produtividade do seu time técnico (olha ele aqui de novo!) pode ser verificada por meio da quantidade de atendimentos aos clientes que realiza em determinado período de tempo. 

Ressaltando ainda que, o controle desses números tornam-se facilitados quando você dispõe de um software de monitoramento e gestão para organizar as aberturas de chamados.

Fica a dica de outro conteúdo: a publicação a seguir possui 06 apps para conquistar a produtividade no trabalho. Dá uma olhada em todos eles, para baixar agora mesmo:

Ilustração de uma gangorra que, de um lado possui uma mão, e do outro está vazio. Acima da gangorra, está uma mulher, voando em direção a uma estrela.

O Blog da PrintWayy já produziu materiais ricos que são indispensáveis para quem atua no outsourcing de impressão. E, um deles é a Planilha de Custo Total de Propriedade, que vai te ajudar a detalhar os custos relacionados a vida útil da impressora, e se você deve comprar novos equipamentos. 

Planilha de Custo Total de Propriedade