Programando a manutenção preventiva de impressoras

manutenção preventiva

A manutenção preventiva das impressoras é muito importante para prevenir falhas críticas e o desgaste prematuro dos equipamentos e seus componentes.

Existem duas maneiras de programar essa manutenção: por tempo de uso e pelo número total de ciclos. Continue lendo para ver os detalhes sobre cada uma delas.

________

Para saber mais sobre manutenção preventiva e manutenção corretiva acesse: Evite dores de cabeça – Faça a manutenção preventiva.

Imagem de uma impressora multifuncional ilustrando a manutenção preventiva em impressoras.

Manutenção preventiva pelo número total de ciclos e por tempo de uso

Uma das formas para programar a manutenção preventiva é pelo número total de ciclos do mecanismo da impressora ou seja, a contagem de vida útil da impressora.

Este tipo de manutenção é prevista pelo fabricante e vem descrita no manual da impressora, ela é gerada a partir da contagem de um número X de páginas. Vale lembrar que esta informação difere de cada fabricante e de cada modelo de impressora.

Programar as manutenções pelo número de ciclos do mecanismo da impressora, apesar de ser sugerido pelo fabricante, não é o método mais indicado pela maioria dos profissionais técnicos em impressoras. Ele também não é o mais utilizado pois, não leva em consideração muitos fatores que são importantes e que precisamos nos atentar, os quais veremos mais adiante.

Outro jeito de programar a manutenção preventiva é pelo tempo de uso. Esta é a metodologia mais utilizada e também a mais simples de programar.

Ao programar a manutenção pelo tempo de uso, deve-se levar em consideração fatores que são negligenciados ao realizar a programação da manutenção pelos ciclos do mecanismo, indicado pelo manual da impressora.

Esses fatores são as condições externas que cada impressora está exposta.  Como, por exemplo: a poeira, maresia, umidade, rede elétrica a qual ela está ligada (sem aterramento, instabilidade, quedas de energia na região), entre outros.

Para programar a manutenção por tempo de uso é necessário uma avaliação destas condições, para saber se a impressora vai precisar de manutenção em um período de tempo menor ou maior.

Por exemplo, uma impressora que fica localizada em um chão de fábrica e pode estar exposta a poeira vai precisar da manutenção muito tempo antes do indicado para equipamentos alocados em ambiente neutro, como escritórios.

Geralmente, se faz a manutenção preventiva das impressoras da seguinte forma:

  • Uma vez a cada 03 ou 04 meses para impressoras que ficam expostas a condições mais degradantes;
  • Uma vez a cada 04 ou 06  meses para impressoras que tem muito uso e com grandes quantidades de impressões;
  • Uma vez a cada 06 ou 08 meses para impressoras que tem uso mais light e condições normais de uso, como escritório;
  • Uma vez  a cada 08 ou 12 meses para impressoras de uso doméstico.

Lembre que esse período de tempo não é uma regra fixa, e sim uma orientação. Você deve avaliar as condições as quais a impressora está exposta e por meio destas informações definir a data da próxima manutenção preventiva.

Fique atento!

Ao planejar uma manutenção preventiva pelo tempo de uso, verifique qual é o volume mensal de impressão realizado no equipamento. Impressoras que produzem um grande volume de páginas, tendem a extrapolar o ciclo do mecanismo antes do tempo de uso, de forma que a preventiva deverá ser antecipada.

Agora é possível avaliar os posts do Blog da PrintWayy! Com 04 opções de reação os emojis lhe ajudam a demonstrar o quanto você gostou da publicação que acabou de ler.

55576824_2325506654172149_7859490934193389568_o

Clique aqui em baixo para registrar a sua reação: