Growth hacking: seu outsourcing na mira do crescimento exponencial

Ilustração de duas árvores, uma pequena, em crescimento, e outra já grande e formada. Elas dão alusão à evolução que o growth hacking traz aos negócios.

“Growth Hacking é uma área cujo objetivo é o verdadeiro crescimento. Tudo o que é feito, deve ser examinado por seu potencial impacto sobre o crescimento escalável.”

Sean Ellis – autor do livro Hacking Growth 

O growth hacking foi criado como uma estratégia para melhorar o crescimento de startups. O termo pode ser compreendido como a busca por expansão com base em experimentos. A intenção não é utilizar receitas prontas e sim realizar testes e analisar todos os pontos do negócio, indo até os objetivos que pretende atingir. 

A popularidade da expressão vem crescendo ao longo dos anos, e ganhando muitos profissionais especialmente dedicados a área, o growth hacker. Por ser uma forma de atrair clientes a produtos e serviços sem muitos gastos, é ideal para muitas empresas evoluírem.

Na conversa com o Account Strategist do Google, Antoine Curti, em vídeo disponibilizado pela Google Startups, foram elencados os principais cuidados necessários para implementar a prática na empresa, que seriam: 

  • avaliar se está crescendo dentro do que gostaria;
  • saber o que está afetando o crescimento;
  • entender o custo para montar um time de growth.

Veja como incorporar algumas práticas de growth hacking no seu outsourcing, concluir se de fato elas são possíveis dentro do seu time, e o quanto sua utilização afetou nos resultados de grandes empresas. Vem crescer!

Pra começo de história… quem é o criador do growth hacking?

Essa metodologia foi originada por Sean Ellis, no ano de 2010, e está por trás do enorme crescimento de empresas como Dropbox, Lookout, Uproar, Eventbrite e LogMeIn.

Após 07 anos, Sean publicou o livro Hacking Growth, em coautoria com Morgan Brown, o qual já foi traduzido para mais de 16 línguas, tornando-se best seller ao redor do mundo. 

Fundou o site GrowthHackers.com, além de possuir experiência como empreendedor, com a criação da empresa Qualaroo. Ainda, apresenta o podcast Breakout Growth, e auxilia empresas de todo o mundo por meio de workshops e mentorias.

Entenda como utilizá-lo dentro da sua empresa

Qual potencial sua empresa tem, que ainda não foi propriamente explorado? Esse é o questionamento que norteia as práticas de growth. A partir daí, identifica-se o que poderia ser feito que traria a você maior crescimento do seu serviço.

Procurar soluções criativas para os problemas existentes, e que fujam de todo o usual é uma das principais características da implementação dessa metodologia. Mas, nada de metas impossíveis – o ideal é buscar por resultados viáveis de se controlar e também de conquistar.

É um processo que exige passo a passo, havendo algumas etapas para a sua implementação, começando pela definição do problema que gostaria que fosse resolvido e o resultado que gostaria de atingir. É preciso que haja um objetivo estabelecido.

Após ter em mente qual ponto necessita de implementações, é o momento de decidir como isso será feito. Angariar a maior quantidade de ideias possíveis, a fim de chegar na que melhor auxiliaria na resolução do problema apontado inicialmente.

Com o brainstorm elaborado, é necessário decidir a partir de qual processo essas ideias serão testadas, deixando claro qual é a hipótese, quais serão as métricas utilizadas, as pessoas as quais estarão envolvidas no experimento, as ferramentas utilizadas e também registrar todo o andamento.

Tendo documentado como tudo irá funcionar, chegou a hora dos testes, a fim de se verificar se a hipótese levantada de fato se confirmou, para que seja colocada em prática e efetivada de fato.

Cases de sucesso para você conhecer e, se inspirar

Agora que você já viu como funciona e é colocado em prática, trouxemos alguns cases expostos no site Growth Hackers, para que visualize na prática como grandes empresas, a exemplo da Amazon, IBM e o Slack utilizaram da melhor maneira, tudo o que foi exposto por aqui:

Amazon

Em “How Amazon Built Its Growth Ecosystem, ou “Como a Amazon construiu seu ecossistema de crescimento”, é mostrado que a Amazon possui o mindset de crescimento incutido na sua cultura e princípios de liderança. 

Ela leva como prioridade o aprendizado, aceitar desafio e manter o foco em resultados. Um dos pilares também é a mentalidade do “Dia 1”. Em todos os anos de sua existência, cada dia lá é visto como se fosse o primeiro de início do negócio.

“Nosso sucesso na Amazon é em função de quantos experimentos fazemos por ano, por mês, por semana, por dia.” Jeff Bezos

Os experimentos são a fonte de ideias e inovação, sendo que conduzem mais de 10 mil testes online anualmente, podendo ser de mudanças no site, adição de novas funcionalidades e design, atualização do algoritmo para recomendações, fazendo parcerias estratégicas e introduzindo novos serviços.

IBM

No artigo How a 100-year-old company can still reinvent itself through growth hacking, traduzido ao português em “Como uma empresa de 100 anos ainda pode se reinventar por meio do growth hacking”, foi exposto que utilizar-se de maneiras antigas para atingir o mercado deixaram de ser suficientes, necessitando buscar inovações e pensar de maneira diferente.

O growth é uma prática de crescimento que agrega agilidade e dá valor aos dados disponíveis. E, na IBM, foi possível conduzir a uma grande mudança na mentalidade, a qual permitiu que as pessoas olhassem de uma maneira diferenciada para as suas trajetórias, agora baseada em dados, realizando experimentos para desenvolver um método que funcionasse melhor. 

Slack

Já no caso do Slack, foi abordado no texto How Slack Became the Fastest Growing B2B SaaS Business (Maybe) Ever”, traduzido por “Como o Slack se tornou o negócio B2B SaaS que cresceu mais rápido (talvez) de todos os tempos”, é demonstrado o quanto seus usuários cresceram desde a sua criação, e de que maneira isso aconteceu. 

Além de vender a ideia de inovação, o que mais intercedeu no crescimento foi a atenção em criar um produto verdadeiramente útil e de qualidade. Toda a equipe trabalha para que ele seja de fácil uso e configuração. Identificaram as dores do usuário, focaram na experiência do produto e utilizaram um modelo freemium, que aumentou a divulgação entre boca a boca em vários lugares.


Deixo, como sugestão de leitura complementar a esta aqui, outros 03 conteúdos que se conectam totalmente a este. Espero que goste!

Imagem de uma rua movimentada com várias pessoas atravessando a rua, destaque para um homem, dele saem setas, que representam a inovação disruptiva.

A imagem ilustra um coelho, no início de uma estrada. Simboliza o caminho a ser percorrido, que ficará facilitado com o uso das metodologias ágeis.

Ilustração de uma boneca russa sendo aberta. A ilustração representa o quatro em um proposto no conteúdo.


O Blog da PrintWayy disponibiliza conteúdos novos toda segunda-feira, e também materiais exclusivos extremamente úteis para todos os que estão inseridos no business do outsourcing de impressão. Faça parte da nossa comunidade, e assine a NewsWayy para receber as publicações antes de todo mundo!

Gif com fundo amarelo, e em destaque azul, o texto NewsWayy, toda semana um resumo da publicação do #BlogDaPrintWayy.